Blog WebShare

Saiba tudo o que está acontecendo no mundo da tecnologia e do Marketing Digital

Webshare News

Remarketing: Entenda a importância dessa estratégia e aumente as suas vendas

Camila
Redatora

24 DE agosto DE 2020
tempo de
leitura:
8min

A pauta de hoje é o Remarketing! Isso mesmo, uma estratégia muito utilizada pelas agências de marketing, visto que possui o propósito de auxiliar no processo de conversão e relacionamento das empresas com os consumidores. Ou seja, basicamente, é ela que faz com que os seus anúncios do Google Ads fiquem aparecendo constantemente para os usuários e aumentem o interesse deles pelo seu site.

Acompanhe nosso post para que você compreenda a relevância do Remarketing e possa praticá-la em seu negócio. Boa leitura!

 

 

O que é e como funciona o Remarketing?

Quando falamos de remarketing estamos nos referindo a uma ferramenta que tem a função de fazer com que os anúncios desenvolvidos pelas empresas cheguem de forma frequente a todas as pessoas que em algum momento visitaram o seu site.

Assim, sempre que isso ocorrer, um cookie será responsável por marcar o computador daquele usuário e potencial cliente para rastrear todos os outros sites que ele costuma visitar. E, consequentemente, se esses sites pertencerem a rede de displays do Google, os anúncios personalizados da sua empresa serão exibidos para esse visitante.

É importante salientar que o remarketing também pode ser utilizado nas redes sociais!

 

QUE VANTAGENS O REMARKETING OFERECE?

Conforme mencionamos no início deste conteúdo, o foco do Remarketing é ampliar as conversões. Isso porque a ferramenta parte do pressuposto que dificilmente o cliente finaliza a compra com apenas uma pesquisa.

Segundo um estudo desenvolvido pelo Google Adwords, somente 3% dos visitantes de um e-commerce fazem essa conversão imediata. Esse número pode ser ainda menor quando se trata de vendas complexas, como aquelas que exigem a solicitação de um orçamento.

Logo, a função do remarketing é possibilitar que o seu consumidor tenha um contato maior com a marca através de mensagens personalizadas.

Sabe aquele ditado sobre “quem não é visto, não é lembrado?” Pois então, com o remarketing seu negócio não corre o risco de cair no esquecimento. Afinal, como o cliente em potencial vai receber ofertas suas constantemente, a intenção é que ele se sinta cada vez mais motivado e convencido a finalizar a compra.

Veja o que  os dados do relatório de Marketing da AgilOne dizem sobre o tema:

  • 58% dos consumidores apreciam receber e-mails que informam quando os produtos que elas visitaram no site entraram em liquidação;
  • 51% disseram gostar de e-mails personalizados, bem como atenção diferenciada;
  • 41% dos adultos entre 25 e 34 anos aprovam os e-mails sobre abandono de carrinho de compra.

 

Remarketing: Como funciona?

Vamos a um exemplo prático! Seu colega de trabalho precisa trocar de notebook e começa a realizar pesquisas no Google para descobrir onde vale mais a pena comprar esse produto. Logo, ele insere na aba de pesquisa a marca, modelo e diversas outras funcionalidades que ele procura neste item.

Neste processo, sempre que ele acessa um site, aquele cookie citado anteriormente fica armazenado no seu navegador para que o Google possa acompanhá-lo e identificá-lo em seguida. Assim, logo que o seu colega entrar em outro site ou rede social, diversos anúncios sobre notebooks irão aparecer para ele de forma “mágica”, como se conseguissem adivinhar os pensamentos e desejos de consumo dele.

 

Tipos de Remarketing

Veja os principais tipos de remarketing que podem ser aplicados para converter leads: mídia paga e e-mail marketing.

Mídia paga

Nesse formato de remarketing é utilizando ferramentas de mídia paga para direcionar anúncios diversos aos usuários que entraram no site e, por algum motivo, não finalizaram o pedido.  A finalidade é identificar quais deles têm um grande potencial de compra.

 

E-mail Marketing

O e-mail marketing requer um planejamento com base na sua lista de leads, bem como nas ações que foram realizadas no seu site.

Confira alguns exemplos:

  • Inscrição no mailing do blog;
  • Solicitação de um cupom de desconto;
  • Compras acima de um certo valor;
  • Seleção de itens para o carrinho de compra, mas sem efetivação de pagamento;
  • Download de algum material rico (e-book, infográfico, planilha, dentre outros).

O propósito é segmentar leads e clientes de forma eficaz para desenvolver uma campanha precisa e assertiva. Inclusive, é possível trabalhar isso com clientes que já fizeram uma compra, sugerindo que adquiram outros produtos ou serviços. Podemos dizer que isso nada mais é do que um pós-venda eficiente, fortalecendo também a experiência do cliente.

 

Mas, afinal, como fazer uma campanha de Remarketing de sucesso?

Utilize ferramentas de monitoramento

O primeiro passo para criar uma campanha de remarketing ideal é instalar as ferramentas de monitoramento, como, por exemplo, o Google Analytics (integração com Google Ads) e o Facebook Ads.

Dentro das duas plataformas é possível ativar os pixels de monitoramento para o seu site. Com isso, as ferramentas passarão a acompanhar todos os usuários que entram no seu site.

 

Defina seu público de remarketing

Ative os pixels de remarketing, e defina seus públicos. É preciso acessar as plataformas de anúncios e criar grupos para as categorias do seu site. Informe também o período de monitoramento desejo para que os usuários que acessarem as páginas possam ser acompanhados.

 

Crie anúncios

Anuncie para o seu público. Para isso, primeiramente, é essencial identificar a sua persona. Procure identificar quais são as intenções de compra dela, bem como os problemas que os seus serviços ou produtos podem solucionar para ela.

 

Teste diversos formatos

Para quem está iniciando nesse universo, uma boa pedida é testar todos os formatos possíveis até descobrir qual funciona melhor para o seu negócio.

 

Abuse dos gatilhos mentais e CTA

Você sabia que o marketing digital também utiliza gatilhos mentais? Eles são muito importantes para auxiliar na persuasão e aumentar o poder de convencimento. Na mente humana, os gatilhos funcionam como fatores decisórios e instantâneos para as compras.

Um dos mecanismos mais conhecidos, por exemplo, é o da escassez. Ou seja, mostrar que determinada promoção e desconto são por tempo limitado.

Conclusão

Ficou claro para você o quanto o remarketing é um recurso importante para as marcas que precisam divulgar os seus serviços e produtos pela internet? Essa prática ajuda a trazer cada vez mais consumidores que se interessam pela suas ofertas.

Gostou do nosso artigo? Não esqueça de deixar o seu feedback nos comentários.

Assine nossa newsletter!

Acompanhe nossos conteúdos semanalmente.

News

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Desmistifique o marquetês em nosso Glossário

Procurando uma luz no fim do túnel para aqueles termos do marketing que são realmente difíceis de compreender?
Ir para o Glossário