Atualizações do Google trazem novidades ao Brasil

Atualizações do Google trazem novidades ao Brasil

Desde agosto de 2016 o setor digital brasileiro que trabalha com Google vem aguardando as atualizações anunciadas pela empresa no Webmaster Central Blog. Dia 10 de janeiro elas chegaram e já estão em vigor trazendo novidades e facilidades para o acesso mobile. Mas o que mudou?

Adeus etiqueta Mobile-Friendly

No começo de 2015 o gigante das pesquisas chegou apavorando os desenvolvedores com a exigência de sites compatíveis com tablets e smartphones. Quem passasse a ser Mobile-Friendly ganhava uma etiqueta de identificação na hora da busca pelo site e ganhava também a dianteira no ranqueamento quando comparado a sites sem a tecnologia responsiva implementada.

Parece que o recado foi entendido, e bem rápido. De acordo com o próprio Google, hoje 85% dos sites indexados em buscas feitas por aparelhos móveis já estão enquadrados na definição de Mobile-Friendly. Justamente por isso que a etiqueta que antes aparecia abaixo da url do site na hora da busca não será mais exibida.

Google retira selo Mobile-Friendly - WebShare

Atenção redobrada com conteúdos intrusivos

Muito cuidado na hora de inserir anúncios ou pop-ups em sites Mobile-Friendly, agora o Google está de olho em alguns critérios que podem classificar o seu site como intrusivo e rebaixa-lo no ranqueamento diante dos demais. Por exemplo, evite pop-ups que cubram todo o conteúdo principal assim que o usuário o acessa o site ou mesmo durante a navegação.

Adeus também para as imagens ou anúncios que tomam 100% da página antes mesmo do usuário ter acesso ao conteúdo desejado, além dos que cubram toda a primeira dobra do site, forçando o usuário a rolar a página para conseguir ter acesso ao que procura.

Alguns recursos ainda são tolerados, sendo inclusive necessários, como pop-ups que alertem sobre cookies, verificadores de idade, etc. Banners discretos e que possam ser encerrados de forma fácil ainda são permitidos, como os que oferecem a instalação do app do site, por exemplo.

Mais do que nunca, é preciso ficar atento às exigências do Google para não deixar o seu trabalho de planejamento mobile ser prejudicado pelas ações descritas acima. A informação está em qualquer lugar, agora vale o seu esforço garantir que ela chegue sempre em primeiro.

Comentários

comentários