Google AMP Stories: a nova geração de resultados de busca

Google AMP Stories: a nova geração de resultados de busca

Para consolidar-se como marca relevante, é necessário encontrar a melhor forma de dialogar com seu público de acordo com onde ele está – e como ele consome. Descubra como o Google está tornando os resultados de busca mais visuais e interativos com as Google AMP Stories.

Google AMP Stories

O divisor de águas

As stories tem mudado a maneira como os usuários consomem conteúdo na internet: depois de dominar plataformas como Snapchat, Facebook, Instagram e até mesmo Whatsapp, o formato em tela cheia com fotos e vídeos de navegação lateral chegou aos resultados de busca do Google. Mas o que isso significa para os negócios digitais?

Como funciona

O desenvolvimento de AMPs (Accelerated Mobile Pages) pelo Google surgiu com o objetivo de oferecer páginas de rápido carregamento para consumo de texto, mas não tardou para que se tornasse a base de projetos mais ambiciosos como o Google AMP Stories, indo além do texto corrido e oferecendo imagens, vídeo e animações com tempo mínimo de carregamento.

O formato disponibiliza conteúdo relevante e visualmente atraente em destaque nos resultados de busca, funcionando de forma semelhante a outros stories que já conhecemos. Os cards desempenham bem inclusive nas conexões mais lentas, carregando primeiro textos, depois imagens e, por fim, vídeos. A maior diferença em relação às stories de redes sociais está na não efemeridade do conteúdo e na sua localização por busca.

E o mercado digital?

Em 13 de fevereiro, durante a AMP Conf em Amsterdam, a empresa anunciou sua parceria com veículos de comunicação que estão testando a funcionalidade nos resultados de pesquisa, como você pode ver aqui. As stories destes parceiros já estão recebendo destaque, sinal de que elas terão prioridade em SEO no futuro. Estes primeiros conteúdos permitem uma prévia das oportunidades de engajamento que a novidade oferecerá ao mercado digital.

Nesta fase inicial, as AMP Stories não podem incluir anúncios, mas o Google confirma a intenção de rentabilizá-las no futuro com anúncios intersticiais (entre dois conteúdos), conteúdo patrocinado e mais. Ainda é cedo para delimitar o potencial da ferramenta, mas podemos esperar por conteúdos cada vez mais atrativos atuando como catalisadores de engajamento.

Veja a matéria oficial do Google: https://developers.googleblog.com/2018/02/amp-stories-bringing-visual.html

Comentários

comentários